Campanha Janeiro Branco

Campanha Janeiro Branco

Assim como o agosto azul, o setembro amarelo e o outubro rosa possuem como estratégia chamarem a atenção para as temáticas do cuidado da saúde do homem, do suicídio e do câncer de mama, respectivamente, o janeiro branco também tem um excelente propósito. Desde 2014, esse mês vem sendo associado cada vez mais à promoção da Saúde Mental e, consequentemente, ao combate ao adoecimento emocional.

A Campanha do Janeiro Branco tem como objetivo incentivar as pessoas à um momento de reflexão sobre os seus atuais relacionamentos, sentimentos, a intensidade do seu sofrimento, bem como sobre as suas frustrações, pensamentos mais recorrentes e comportamentos disfuncionais. O convite a esse autoconhecimento visa explicitar a tamanha importância da valorização da subjetividade humana, evitando que muitos tabus subestimem o sofrimento vivenciado pelo indivíduo.

Além do convite para pensar sobre suas próprias questões de vida e saúde mental, a Campanha do Janeiro Branco também acaba por auxiliar familiares que acompanham um ente querido no enfrentamento de algum transtorno mental. A campanha auxilia no momento em que promove também a psicoeducação das instituições sociais, fazendo com que elas reflitam, debatam, conheçam, planejem e efetivem ações voltadas à promoção da Saúde Mental. Dessa forma, tentam torná-las cada vez mais preparadas para acolher indivíduos em sofrimento e seus familiares. E tal preparação se dá, principalmente, pela via do “cuidar de si para poder cuidar do outro”.

A Campanha do Janeiro Branco atua de diversas formas para atingir o seu objetivo. Assim como as outras campanhas, ela realiza debates, reflexões, mini palestras, palestras relâmpago, rodas de conversa, oficinas, caminhadas, corridas, piqueniques, cineclubes, entrevistas à mídia, murais de poesias e outras formas de ações e intervenções urbanas. No próprio site da campanha, é possível encontrar inúmeros exemplos de ações e intervenções realizadas em hospitais, pontos de ônibus, parque da cidade, ou ainda com os bombeiros e os policiais militares das cidades.

No dia 7 de dezembro, o Conselho Regional de Psicologia do Distrito Federal discutiu sobre a Campanha do Janeiro Branco com o objetivo de propor ações de conscientização a serem realizadas em Brasília no ano de 2018. Acompanhe o INCB pelo site e pelas redes sociais para atualizar-se sobre a campanha, pois assim que o cronograma de 2018 for divulgado, o INCB compartilhará com você!

Fonte: http://janeirobranco.com.br/

Assim como o agosto azul, o setembro amarelo e o outubro rosa possuem como estratégia chamarem a atenção para as temáticas do cuidado da saúde do homem, do suicídio e do câncer de mama, respectivamente, o janeiro branco também tem um excelente propósito. Desde 2014, esse mês vem sendo associado cada vez mais à promoção da Saúde Mental e, consequentemente, ao combate ao adoecimento emocional.

A Campanha do Janeiro Branco tem como objetivo incentivar as pessoas à um momento de reflexão sobre os seus atuais relacionamentos, sentimentos, a intensidade do seu sofrimento, bem como sobre as suas frustrações, pensamentos mais recorrentes e comportamentos disfuncionais. O convite a esse autoconhecimento visa explicitar a tamanha importância da valorização da subjetividade humana, evitando que muitos tabus subestimem o sofrimento vivenciado pelo indivíduo.

Além do convite para pensar sobre suas próprias questões de vida e saúde mental, a Campanha do Janeiro Branco também acaba por auxiliar familiares que acompanham um ente querido no enfrentamento de algum transtorno mental. A campanha auxilia no momento em que promove também a psicoeducação das instituições sociais, fazendo com que elas reflitam, debatam, conheçam, planejem e efetivem ações voltadas à promoção da Saúde Mental. Dessa forma, tentam torná-las cada vez mais preparadas para acolher indivíduos em sofrimento e seus familiares. E tal preparação se dá, principalmente, pela via do “cuidar de si para poder cuidar do outro”.

A Campanha do Janeiro Branco atua de diversas formas para atingir o seu objetivo. Assim como as outras campanhas, ela realiza debates, reflexões, mini palestras, palestras relâmpago, rodas de conversa, oficinas, caminhadas, corridas, piqueniques, cineclubes, entrevistas à mídia, murais de poesias e outras formas de ações e intervenções urbanas. No próprio site da campanha, é possível encontrar inúmeros exemplos de ações e intervenções realizadas em hospitais, pontos de ônibus, parque da cidade, ou ainda com os bombeiros e os policiais militares das cidades.

No dia 7 de dezembro, o Conselho Regional de Psicologia do Distrito Federal discutiu sobre a Campanha do Janeiro Branco com o objetivo de propor ações de conscientização a serem realizadas em Brasília no ano de 2018. Acompanhe o INCB pelo site e pelas redes sociais para atualizar-se sobre a campanha, pois assim que o cronograma de 2018 for divulgado, o INCB compartilhará com você!

Fonte: http://janeirobranco.com.br/

Agende fácil pelo whatsapp
Agende agora no whatsapp
Agende agora no whatsapp

Destaques

Leia mais…

INCB Instituto de Neurociências de Brasília CRM 3424-DF

Clínica Legalizada e Registrada

clinica de psiquiatria em brasilia df

RESPONSÁVEL TÉCNICO:
Dra. Fabíola Leão
CRM-DF 16715 | RQE 10665

Médicos Psiquiatras com RQE
Registro de Qualificação de Especialista

Medico psiquiatra Brasilia df RQE

CONTATO E LOCALIZAÇÃO

Central de Atendimento (61) 3548-8113 Celular e Whatsapp (61) 99606-0635 Asa Sul – Brasília DF Centro Médico Lúcio Costa SGAS 610 Bloco 2, Salas 229, 230 e 231 Acesso preferencial pela L3 Lolcalização no Google Maps

As informações contidas neste website têm caráter meramente informativo e educacional e não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação. Em caso de dúvidas, consulte seu médico, porque somente ele está habilitado a fazer o diagnóstico e a prescrição terapêutica.

INCB Instituto de Neurociências de Brasília CRM 3424-DF

Clínica Legalizada e Registrada

clinica de psiquiatria em brasilia df

RESPONSÁVEL TÉCNICO: Dra. Fabíola Leão CRM-DF 16715 | RQE 10665

Médicos Psiquiatras com RQE no CRM Registro de Qualificação de Especialista

Medico psiquiatra Brasilia df RQE

CONTATO E LOCALIZAÇÃO

Central de Atendimento (61) 3548-8113 Celular e Whatsapp (61) 99606-0635 SGAS 610, Bloco 2, Salas 229, 230 e 231 Centro Médico Lúcio Costa, Asa Sul, Brasília DF Acesso preferencial pela L3 Como chegar: Rotas Google Mapspsiquiatra em brasilia df - 2 maps Uber  Psiquiatra em brasilia INCB - uber 2 Waze waze logo icon

As informações contidas neste website têm caráter meramente informativo e educacional e não devem ser utilizadas para autodiagnóstico ou automedicação. Em caso de dúvidas, consulte seu médico, porque somente ele está habilitado a fazer o diagnóstico e a prescrição terapêutica.